Os que buscam a Verdade

Busquem e encontrarão.

A semente que caiu entre quatro paredes

Uma parábola que admiro muito é a do semeador, a qual Jesus propõe em Mateus 13. A semente cai basicamente em 4 terrenos: O primeiro deles é descrito como sendo a beira do caminho, sendo que ao cair a semente, vieram os pássaros e a levaram. O segundo terreno é o pedregoso, onde a semente brotou por um breve tempo, mas não adquiriu raízes e secou com o sol. O terceiro é o espinhoso, onde a semente foi sufocada e não frutificou. E por fim existe a terra fértil, onde a semente frutifica.

Jesus posteriormente explica esta parábola: A semente é a palavra e os terrenos consistem na recepção que as pessoas dão a ela. Repare que todos os 4 ouviram a palavra, mas cada um a recebeu de forma distinta: O primeiro tinha o coração tão duro que não se dispôs a ouvir, e assim o diabo a levou de seu coração. O segundo deu a ela uma percepção superficial e, quando veio a tentação, ele simplesmente não resistiu e secou. O terceiro foi seduzido pelo mundanismo, pelos cuidados da vida, e por isso não frutificou. O quarto por fim recebeu a palavra e a entendeu.

Ai eu te pergunto: Qual dos quatro consiste num cristão genuíno? Creio que você já sabe. Entretanto outra coisa que me deixa encucado é: É possível que um cristão seja enquadrado em alguma destas descrições fora a última? Eu te respondo: Sim. E digo mais: É possível enquadrá-lo em todas elas. O mundanismo é bem comum dentro do seio cristão infelizmente, trata-se famoso “ateísmo cristão”, como bem descrito pelo reverendo Augustus Nicodemus: “Com a boca professo acreditar em Deus, mas vivo como se ele não existisse”. O cristianismo nominal sempre existiu e consiste num desafio muito grande para igreja do século XXI (pelo menos em países como o nosso, por exemplo). Infelizmente muitas vezes tendemos a nos acomodar: Frequentar o culto uma vez por semana e dizimar religiosamente todo mês faz de mim um bom cristão; Encontros despretensiosos no shopping constituem a totalidade do meu discipulado; Frequentar show gospel é momento de edificação e adoração, e não de entretenimento; Frequentar marchas pra Jesus e participar de um congresso uma vez por ano vira evangelismo; Nunca faltar no culto faz de mim um cristão exemplar; Pregações via youtube são o suficiente para minha edificação, me eximem da prestação de contas, do discipulado individual; Corações duros e ignorância por parte dos outros são pretextos para que eu não fale do amor de Deus para o próximo (e não meu egoísmo ou minha preguiça);

Essas coisas (dentre muitas outras) constituem um novo tipo de semente, se me permitem acrescentar: A que foi plantada entre quatro paredes.

Esse é o típico irmão do século XXI, um cristão que não é luz do mundo ou sal da terra, mas consiste num reflexo da sociedade na qual vive.

Corremos atrás de soluções rápidas e que demandem pouco comprometimento, como diria Pondé, uma fé no melhor estilo facebook: Sem comprometimento, superficial. Somos egoístas, narcisistas, as amizades muitas vezes estão restritas ao ambiente eclesiástico: Muitos nem ao menos importam-se em ligar, em fazer uma visita. Nosso entendimento das escrituras é superficial, consiste de frases prontas, passagens curtas e foras de contexto, é restrito ao momento da pregação e da escola dominical, isso se nos damos ao luxo de frequentá-la, afinal o tempo é curto não é mesmo? É a geração do “selfie”, da comida pronta, dos 140 caracteres, do fast-food, do instantâneo, da comunicação a distância… e assim a semente floresce, tão somente dentro das quarto paredes do templo, porque fora delas!

As pedras e os espinhos continuam até hoje, só mudaram de nome, textura, cores…

Céus e terra passam mas as palavras de Cristo ainda ecoam e nos dizem o que devemos fazer. A semente foi plantada: Que tipo de terra somos nós?

Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;”

Mateus 7:24

Na busca pela verdade

Bruno

Anúncios

Navegação de Post Único

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: