Os que buscam a Verdade

Busquem e encontrarão.

Arquivo para a tag “dinheiro”

O coração do artista – Capitulo 2 parte 2: Três barreiras que impedem o serviço cristão

“ Portanto, que todos nos considerem como servos de Cristo e encarregados dos mistérios de Deus.”

1 Coríntios 4:1

Servir ao invés de ser visto: Esse deve ser o lema de todo cristão. A fama, o reconhecimento não devem ser objetivos, mas sim uma consequência em nossos ministérios. E que exemplo maior do que o de Jesus temos de serviço?

Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.

Marcos 10:45

Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.

Filipenses 2:6-8

“Dois mil anos depois a imagem de Jesus lavando os pés dos discipulos está cravada em nosso coração, ainda que falhemos em compreender tudo que Jesus quis dizer com essa atitude.”

Rory Noland

Ao ver de Rory, existem três principais barreiras no caminho do artista servo:

1. Uma atitude de superioridade

Dificilmente alguém se arrisca a dizer em alta voz que é melhor do que os outros, disso não tenho dúvida! Entretando, existem diferentes maneiras de transmitir essa mensagem aos outros, algumas mais e outras menos sutis. Rita jamais assumiu publicamente ser melhor do que todos os outras pessoas, mas suas atitudes transmitiram essa mensagem! As ações muitas vezes falam mais alto do que palavras! Arranque o orgulho do seu coração! Orgullhe-se em conhecer a Deus:

“E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.

2 Coríntios 12:9 (ênfase minha)

2. Egoísmo por trás de nossas atitudes

A grande pergunta é: Temos servido a Deus ou a nós mesmos? Pra muitas pessoas o ministério artístico nada mais é do que uma forma de ser notado, de estar no centro das atenções, sendo que muitos líderes acabam se tornando reféns da opinião alheia tamanha é a sua ânsia de agradar a todos, buscando assim a aprovação dos homens e não a vontade de Deus. Queremos aplausos! Queremos ser reconhecidos!

Qual é a sua motivação? Se a resposta for “eu, eu, eu”, está na hora de repensarmos nossas atitudes: O ser humano pode não notar, mas Deus sonda os nossos corações, e nada há que ele não possa ver. Abra mão do egoísmo.

3. Confiança pura e tão somente em nossos dons

Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne.”

Filipenses 3:3 (ênfase minha)

Eu faço e aconteço! Tudo dará certo pois eu sou talentoso o suficiente, esperto o suficiente! Se pensamos assim estamos miseravelmente enganados! Devemos sim estudar, devemos sim nos precaver, mas lembre-se que sem a graça de Deus nada disso seria possível! Ele que nos dá forças pra andar, é n’Ele que pensamos, é graças a Ele que existimos, que temos saúde, força para nos movermos: Tudo vem de Deus! Antes de se perguntar como estava sua aparência no palco ou como a música soou, pergunte-se: Deus tem me usado? Tenho sido boca de Deus ou falado do que provêm do meu coração?

Fale com Deus hoje e todos os dias, entregue toda a sua ansiedade, coloque suas motivações aos pés d’Ele, lembre-se de Jesus lavando os pés dos discipulos! Que façamos o mesmo, hoje e sempre…

Este artigo faz parte de uma série de textos baseados no livro “O coração do artista”, do autor Rory Noland. O texto consiste num resumo de parte do capitulo 2 do livro (com algumas adições minhas). As citações também foram retiradas do livro.

Bruno Vilela

Anúncios

O segredo de uma vida bem sucedida

É incutida em muitos de nós (pelo menos em mim foi) desde criança a ideia de que se nos esforçarmos, se persistirmos o suficiente, se trabalharmos duro, cedo ou tarde alcançaremos nossos sonhos, nossos objetivos, seremos no fim das contas bem-sucedidos, felizes! Será mesmo? A noção de ser “bem-sucedido” é muito subjetiva, em outras palavras varia muito de pessoa para pessoa: Uma pode considerar ter muito dinheiro, outra já associa o sucesso ao poder, ocupar posições de destaque, ser presidente de uma empresa, ou quem sabe enxerga a felicidade em vender miçangas na praia.

 

Afinal o que é ser bem sucedido para um cristão?

 

No mundo capitalista e materialista em que vivemos não são poucas as pessoas atribuem o valor de um ser humano as suas posses, dizendo que o dinheiro traz felicidade, que ser bem-sucedido é ter “bala na agulha”, e o triste é que isso tem adentrado até mesmo as igrejas, as quais não deveriam comungar deste mesmo pensamento. Ao contrário do que muita gente prega, ter muitas posses não é sinal da aprovação divina: o fato de encontrar-me doente ou estar desempregado a um tempo não são indícios de que estou em pecado ou me falta fé! Pobreza não é sinal de condenação meu colega, simples assim! “Fomos chamados para ser cabeça e não cauda!” uns bradam, e em consonância outros dizem “você nasceu pra vencer!”, ou logo após uma pregação pra lá de tendenciosa (onde a vitória é associada ao carro zero, a casa nova, a cura de uma enfermidade, e por ai vai) outros dizem que “a vitória é sua em nome de Jesus”, Jesus que aliás muitas vezes não tem é nada a ver com as tais aquisições: Quer ter dinheiro? Vai trabalhar irmão! Não precisa ir na igreja pra ter dinheiro!

Ser bem-sucedido para um cristão se resume numa breve frase dirigida por Deus a igreja de Esmirna (Ap. 2:10)

 

“ … Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida. “

 

Ser bem-sucedido não é nada mais nada menos do que ser fiel até o fim, simples assim.

 

É normal não ser feliz todo dia! É normal sofrer, e até mesmo uma criança sabe que nossa vida é repleta de altos e baixos! Não viva utopias meu irmão, somos condicionados por muitos pseudo pregadores que ser cristãos é um mar de rosas! Tudo é vitória, tudo é benção, lá no fim a gente vai saber o por que de todo o sofrimento que passamos… me responda algo: Jó morreu sabendo o por que de todo o seu sofrimento? Leia todo o seu livro e você verá que não! É normal morrer sem ter todas as respostas! Se foi assim até mesmo com Jó que era um homem íntegro, reto e temente a Deus, esperaria eu algo diferente da parte de Deus? Gente que prega que o melhor de Deus se vive nessa vida está completamente enganado! Nem sempre nos deparamos com um final feliz (leia hebreus 11 e você verá o que estou falando). Enquanto vivermos estaremos sujeitos a doenças, desilusões, injustiças, lutas e mais lutas intermináveis que só findarão quando nossa vida cessar, por isso lhe digo: Viva tendo em vista a eternidade, e não apoiado em ilusões como bens terrenos que se perdem por qualquer desventura, sujeitos a traça, a ferrugem, ao roubo, fadados a um fim! Me espelho nas palavras de Lutero, o qual lembra-nos de que “esta vida, portanto, não é justiça, mas crescimento em justiça. Não é saúde, mas cura. Não é ser, mas se tornar. Não é descansar, mas exercitar. Ainda não somos o que seremos, mas estamos crescendo nesta direção. O processo ainda não está terminado, mas vai prosseguindo. Não é o final, mas é a estrada. Todas as coisas ainda não brilham em glória, mas todas as coisas vão sendo purificadas”.[1]

 

Posto todas estas coisas, finalmente posso dizer a você como ter uma vida bem-sucedida: Não é ser feliz todo dia, não é ter uma conta bancária polpuda e nem ao menos ser famoso… o segredo é: ser fiel. Simples assim, uma frase tão curta mas que implica em tantas coisas que jamais sequer pensamos em sonhar…

Na busca pela verdade

Informativo: Os posts lidando com o problema do mal voltam ano que vem.


[1]
BOISVERT, Robin; MAHANEY, C. From “Glory to Glory: Biblical Hope for Lasting Change”. Anaheim: People of Destiny International, 1993. Retirado do artigo da revista ultimato:

 

Disponível em: <http://www.ultimato.com.br/revista/artigos/344/aleluia-a-noiva-esta-sendo-preparada>

Navegação de Posts