Os que buscam a Verdade

Busquem e encontrarão.

Arquivo para a tag “fama”

O coração do artista – Capitulo 2: Serviço versus estrelato

“O desejo de sermos servidos é abraçado com muito mais facilidade do que o de servir.”

“Como artistas nós muitas vezes somos egoístas e egocêntricos. Gostamos da atenção que nossos talentos trazem. Gostamos de nos sentir mais especias do que os outros, que não conseguem colocar em prática ou criar como nós. A sociedade na qual vivemos tende a colocar qualquer um que tenha talento sobre um pedestal.”

Rory Noland

O Capítulo começa com a história de uma vocalista chamada Rita. Rita cantava profissionalmente, estava habituada a apresentar-se em festas, casamentos, e havia gravado até mesmo jingles para rádios! Pouco depois de ter sido incorporada a membresia da igreja local, todos notavam o quanto era talentosa e estava a frente de todos os outros cantores em termos de técnica e, graças a isso, Rita rapidamente assumiu uma posição de proeminência no ministério de louvor.

Todo o pessoal procurou recebê-la com carinho, e rapidamente ela se adaptou a igreja local. Entretanto problemas começaram a surgir no decorrer do caminho: Não era fácil conversar com Rita, já que ela não vazia a mínima questão de se envolver com outras pessoas, se abrir, conversar. Além disso sempre estava atrasada nos ensaios, não dava satisfação quando precisava faltar, era impaciente com o técnico de som e os outros cantores, sarcástica com relação a banda (se alguém errasse ou as coisas não saíssem conforme o gosto dela, era um Deus nos acuda!), comparecia aos ensaios sem tirar as músicas com antecedência (julgando que as pessoas fariam vista grossa a sua negligência, já que ela era uma profissional ou não tinha tempo), não se sentava para ouvir o sermão, só comparecia a igreja quando era sua escala, e além de tudo isso não era aberta a críticas.

Rita nunca disse em voz alta que era superior as outros, que era uma estrela, que cantava melhor que tudo mundo, entretanto ela era reconhecida por praticamente toda a congregação por ser prepotente, arrogante, uma verdadeira prima donna: As atitudes de Rita falaram muito mais alto que suas palavras, e a levaram a ser reconhecida assim.

O Pastor percebeu o comportamento de primma donna de Rita e, gentilmente, conversou com ela em particular, tentando ensiná-la sobre o que é verdadeiramente servir na igreja local. Entretanto Rita se sentiu ofendida, e não entendeu o porque do pastor tê-la colocado à parte: “A bíblia não nos ensina que não devemos julgar?” ela respondia revoltadamente. Ela estava ferida. Se sentia incompreendida. “Essas pessoas não me reconhecem como deveriam”, ela dizia a si mesma, e então decidiu deixar a igreja e nunca mais voltar. A igreja, por outro lado, se recuperou muito bem, e mesmo sem Rita seguiu em frente com seu ministério de música.

Bem, o caso de Rita pode parecer meio extremo, não é mesmo? Também concordo, dificilmente encontraríamos alguém como Rita no decorrer de nossa vida, mas verdade seja dita: Todos nós provavelmente iriamos admitir ter reconhecido um ou dois traços de Rita em alguém no decorrer de nosso ministério! Enquanto parece óbvio que Rita precisa aprender como servir, pode não parecer tão óbvio que existe um pouquinho de Rita dentro de todos nós.

“É muito mais fácil apontar falhas nos outros do que reconhecer as nossas”

Semana que vem continuamos sobre três obstáculos que estão no caminho do verdadeiro serviço: Uma atitude de superioridade, egoísmo por trás de nossas ações e confiança pura e tão somente em nossos dons. Medite na história de Rita, e se pergunte: Existe algum traço de Rita dentro de mim? Tenho reconhecido minhas falhas?

Este artigo faz parte de uma série de textos baseados no livro “O coração do artista”, do autor Rory Noland. O texto consiste num resumo de parte do capitulo 2 do livro (com algumas adições minhas). As citações também foram retiradas do livro.

O segredo de uma vida bem sucedida

É incutida em muitos de nós (pelo menos em mim foi) desde criança a ideia de que se nos esforçarmos, se persistirmos o suficiente, se trabalharmos duro, cedo ou tarde alcançaremos nossos sonhos, nossos objetivos, seremos no fim das contas bem-sucedidos, felizes! Será mesmo? A noção de ser “bem-sucedido” é muito subjetiva, em outras palavras varia muito de pessoa para pessoa: Uma pode considerar ter muito dinheiro, outra já associa o sucesso ao poder, ocupar posições de destaque, ser presidente de uma empresa, ou quem sabe enxerga a felicidade em vender miçangas na praia.

 

Afinal o que é ser bem sucedido para um cristão?

 

No mundo capitalista e materialista em que vivemos não são poucas as pessoas atribuem o valor de um ser humano as suas posses, dizendo que o dinheiro traz felicidade, que ser bem-sucedido é ter “bala na agulha”, e o triste é que isso tem adentrado até mesmo as igrejas, as quais não deveriam comungar deste mesmo pensamento. Ao contrário do que muita gente prega, ter muitas posses não é sinal da aprovação divina: o fato de encontrar-me doente ou estar desempregado a um tempo não são indícios de que estou em pecado ou me falta fé! Pobreza não é sinal de condenação meu colega, simples assim! “Fomos chamados para ser cabeça e não cauda!” uns bradam, e em consonância outros dizem “você nasceu pra vencer!”, ou logo após uma pregação pra lá de tendenciosa (onde a vitória é associada ao carro zero, a casa nova, a cura de uma enfermidade, e por ai vai) outros dizem que “a vitória é sua em nome de Jesus”, Jesus que aliás muitas vezes não tem é nada a ver com as tais aquisições: Quer ter dinheiro? Vai trabalhar irmão! Não precisa ir na igreja pra ter dinheiro!

Ser bem-sucedido para um cristão se resume numa breve frase dirigida por Deus a igreja de Esmirna (Ap. 2:10)

 

“ … Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida. “

 

Ser bem-sucedido não é nada mais nada menos do que ser fiel até o fim, simples assim.

 

É normal não ser feliz todo dia! É normal sofrer, e até mesmo uma criança sabe que nossa vida é repleta de altos e baixos! Não viva utopias meu irmão, somos condicionados por muitos pseudo pregadores que ser cristãos é um mar de rosas! Tudo é vitória, tudo é benção, lá no fim a gente vai saber o por que de todo o sofrimento que passamos… me responda algo: Jó morreu sabendo o por que de todo o seu sofrimento? Leia todo o seu livro e você verá que não! É normal morrer sem ter todas as respostas! Se foi assim até mesmo com Jó que era um homem íntegro, reto e temente a Deus, esperaria eu algo diferente da parte de Deus? Gente que prega que o melhor de Deus se vive nessa vida está completamente enganado! Nem sempre nos deparamos com um final feliz (leia hebreus 11 e você verá o que estou falando). Enquanto vivermos estaremos sujeitos a doenças, desilusões, injustiças, lutas e mais lutas intermináveis que só findarão quando nossa vida cessar, por isso lhe digo: Viva tendo em vista a eternidade, e não apoiado em ilusões como bens terrenos que se perdem por qualquer desventura, sujeitos a traça, a ferrugem, ao roubo, fadados a um fim! Me espelho nas palavras de Lutero, o qual lembra-nos de que “esta vida, portanto, não é justiça, mas crescimento em justiça. Não é saúde, mas cura. Não é ser, mas se tornar. Não é descansar, mas exercitar. Ainda não somos o que seremos, mas estamos crescendo nesta direção. O processo ainda não está terminado, mas vai prosseguindo. Não é o final, mas é a estrada. Todas as coisas ainda não brilham em glória, mas todas as coisas vão sendo purificadas”.[1]

 

Posto todas estas coisas, finalmente posso dizer a você como ter uma vida bem-sucedida: Não é ser feliz todo dia, não é ter uma conta bancária polpuda e nem ao menos ser famoso… o segredo é: ser fiel. Simples assim, uma frase tão curta mas que implica em tantas coisas que jamais sequer pensamos em sonhar…

Na busca pela verdade

Informativo: Os posts lidando com o problema do mal voltam ano que vem.


[1]
BOISVERT, Robin; MAHANEY, C. From “Glory to Glory: Biblical Hope for Lasting Change”. Anaheim: People of Destiny International, 1993. Retirado do artigo da revista ultimato:

 

Disponível em: <http://www.ultimato.com.br/revista/artigos/344/aleluia-a-noiva-esta-sendo-preparada>

Navegação de Posts